Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quarta-feira, 2 de março de 2016

● Rodrigo Janot comparou Eduardo Cunha ao mito de Hermes da mitologia grega - deus do lucro, do comércio e também o mensageiro dos deuses... Deu vontade até de rir, putitanga!

JANOT DIZ QUE CUNHA GERIA PROPINODUTO NA PETROBRAS
O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, comparou a participação do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), no esquema de corrupção da Petrobras com o mito de Hermes, da mitologia grega, e disse que uma das práticas para êxito na política é a “capacidade de se envergonhar”. O mito diz que Zeus preocupado com a decadência da raça humana, enviou à Terra Hermes com dois atributos especiais para corrigir os desvios e obter êxito na prática lícita da política: a preocupação com o direito alheio e a capacidade de sentir vergonha. Durante a fala aos ministros no julgamento da denúncia contra o peemedebista no âmbito da Lava Jato, Janot chamou o esquema de “propinolândia” e destacou a atuação do parlamentar para manter o recebimento de recursos ilegais. O procurador-geral afirmou que o parlamentar “engendrou a fórmula através do qual ele geria o propinoduto”. Janot reafirmou que a denúncia contra Cunha não se baseia exclusivamente nas delações premiadas, “mas em farta prova” produzida a partir das delações. “Nada de interesse da defesa foi ocultado. No entanto, não é direito do acusado conhecer provas que não lhe diz respeito e que tratam de fatos distintos tratados naquele inquérito”, argumentou o procurador sobre recursos da defesa para ter acesso a documentos durante as investigações. (Estadão Conteúdo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique a vontade para comentar o que quiser, apenas com coerência e sem ataques pessoais.