Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

segunda-feira, 2 de maio de 2016

Mas tu sabe quando um gaúcho vai homenagear a cultura paraense? Nunca! Eles chegam impondo a cultura deles, destruindo a cultura do nosso caboclo, agem como colonizadores do passado, se acham superiores

FEIRA TAPAJÔNICA DE NEGÓCIOS VAI HOMENAGEAR A GAUCHADA
Tem coisas que a gente não pode deixar passar, na noite deste domingo dia 1° do Trabalhador, uma fila de carros comandada por um carro de som berradeiro, anunciava que uma feira de negócios de Santarém, que deve acontecer no Parque da Cidade, vai prestar homenagens a cultura gaúcha - Sinceramente, isso é ideia de girico, os gaúchos que deveriam prestar homenagem a cultura paraense, comendo nossa maniçoba, nosso tacacá, nosso pato no tucupi, dançar nosso carimbó - são eles que estão sendo acolhidos pelo nosso povo, com muito carinho e respeito - são eles que devem prestar homenagens para nós de agradecimento e não nós para eles - Mas tu sabe quando um gaúcho vai homenagear a cultura paraense? Nunca! Eles chegam impondo a cultura deles, destruindo a cultura do nosso caboclo, agem como colonizadores do passado, se acham superiores, um bando de lascados que a maioria veio para cá por motivos suspeitos, então seu organizador dessa feira perereca, tenha respeito com o povo do Pará acabe com essa palhaçada e levante a nossa cultura, tenha orgulho dela, ora essa!

4 comentários:

  1. Márcio Bonkoski2 de maio de 2016 09:02

    O Senhor está tendo algum respeito postando isso para seus leitores? Acusar de bando de lascados que vieram por motivos suspeitos é o cúmulo, antes de tudo, somos todos brasileiros, manter as tradições onde quer que estejamos faz parte da nossa cultura, deixo claro aqui que sempre que posso, frequento todas manifestações da cultura paraense, e peço o mínimo de respeito aos Brasileiros que contribuem muito para o desenvolvimento local, independente de serem Gaúchos, Baianos, Cearenses ou de qualquer estado. Agradeço de coração à hospitalidade que encontrei aqui no Pará, mas infelizmente existem pessoas com a mente medíocre como a do Senhor seu Nelson, que ao invés de pregar a paz e a União dos povos e pessoas, semeia a discórdia. Repudio sua postagem. Muito triste.

    ResponderExcluir
  2. Márcio Bonkoski2 de maio de 2016 09:05

    O Senhor está tendo algum respeito postando isso para seus leitores? Acusar de bando de lascados que vieram por motivos suspeitos é o cúmulo, antes de tudo, somos todos brasileiros, manter as tradições onde quer que estejamos faz parte da nossa cultura, deixo claro aqui que sempre que posso, frequento todas manifestações da cultura paraense, e peço o mínimo de respeito aos Brasileiros que contribuem muito para o desenvolvimento local, independente de serem Gaúchos, Baianos, Cearenses ou de qualquer estado. Agradeço de coração à hospitalidade que encontrei aqui no Pará, mas infelizmente existem pessoas com a mente medíocre como a do Senhor seu Nelson, que ao invés de pregar a paz e a União dos povos e pessoas, semeia a discórdia. Repudio sua postagem. Muito triste.

    ResponderExcluir
  3. Caro Nelson Vinencci. Sou filho de um gaúcho que chegou em Santarém em 1977. Hoje sou casado com uma paraense, que é mãe das minhas três filhas. Quero lhe informar que o senhor está enganado quando fala que o gaúcho quer impor a cultura dele. Aqui em Santarém, o que vem acontecendo é uma interação de culturas. Ou seja nós estamos assimilando a cultura da região e parte da população local vem absorvendo a nossa cultura, porém, por vontade própria e não por imposição, da mesma forma como acontece com a cultura cearense.
    Senhor Nelson, pode ter certeza que nós gaúchos somos muito gratos por Santarém nos ter acolhido e ter oferecido a oportunidade de crescimento que estamos tendo aqui. Bem como os amigos que aqui fizemos.
    Em particular quero lhe dizer que um dos dias mais felizes de minha vida foi quando recebi o titulo de cidadão santareno, pois, eu já considerava Santarém a minha segunda terra. Entretanto, tenho cravado no meu ser as tradições de um povo guerreiro que muito vem contribuindo para o desenvolvimento de nosso Brasil e região.
    Gostaria de lhe convidar para vir a feira para observar o que venho relatando, a interação dos povos. Não existe essa imposição, o que o senhor vai observar são povos que se respeitam mutuamente.
    Porém, o que me deixou mais triste com tudo isso foi o insultos que a sua pessoa fez a organização da feira, pois é um evento que vem para desenvolver, promover e impulsionar as micro e pequenas empresas a oportunizar a busca de novos negócios para esses empreendedores. Haja vista que são essas empresas que geram a maior parte dos empregos no Brasil.Sendo que estas entidades necessitam de muito apoio e respeito de toda a sociedade ,pois, empreender no nosso país é tarefa de muita coragem em função da burocracia e do ambiente nada favorável.
    Desta forma ficamos no aguardo de vossa visita em nosso estande para dirimir esta sua dúvida bem como também para o senhor degustar alguns de nossos pratos típicos.
    Saudações
    ALDIR GIOVANI SCHMITT

    ResponderExcluir
  4. Acorda povo!!! Daqui um pouco estaremos parecendo judeus e palestinos. Pra que tanto ódio. Vamos respeitar as diferenças e aprender a conviver com elas, somos uma nação muito grande, mas somos todos brasileiros. Cada um viva como queira viver e Deus abençoe a todos!

    ResponderExcluir

Fique a vontade para comentar o que quiser, apenas com coerência e sem ataques pessoais.