Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

● Caboclo em Oriximiná, depois de cuidar no peixe, pediu para a mulher fazer o fogo para ele assar a peixada, levou diversas lambadas de facão nas costas

● EM ORIXIMINÁ MARIDO LEVOU VÁRIAS LAMBADAS DE FACÃO DA PATROA DELE -  Era uma quarta feira meia chuviscosa, o caboclo batalhador Antônio José, chamou a patroa dele cedo, fez um café na chicolateira, foi na padaria comprou duas pizzoletas e como dois pombinhos, tomou o cafe sagrado que todo pai de família tem direito - Pegou as tralhas de pesca, a mulher aprumou o remo nas costas e desceram no rumo da rua da beira, para pescar no rio Trombetas e garantir o almoço da família, a pescaria foi meia panema, mas o Zé conseguiu duas cambadas de matrinhchã e uns pacus pelo meio - O casal voltou pra casa e ele, deu logo uma talagada num resto de 51 numa cuia pitinga, foi para o quintal cuidar na peixada, a mulher entrou em casa, ligou o Rádio na Sucesso FM, o Rigico fazia umas misuras no ar, então o Zé gritou para a patroa dele dona Rosângela Maria: "vem logo fazer o fogo, que eu já passei o sal no peixe, anda logo!", foi mesmo que ele acendesse uma vela para o capeta, a patroa dele saiu da casa passou a mão num facão enferrujado e deu-lhe diversas lambadas pelas costas do caboclo Antônio José, que não contou conversa, correu no rumo da delegacia para denunciar o caso, ainda assustado ele disse que a mulher é uma peste, que o ex-marido dela sofria nas mãos dela, que ela gosta do bem bom, não faz nada e vai largar a patroa, que ele não aguenta mais - A autoridade policial mandou intimar a dona Rosângela para ela dar a versão dela na Depol.      

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique a vontade para comentar o que quiser, apenas com coerência e sem ataques pessoais.