Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

● Lenga-lenga no Supremo sobre réu assumir a presidência do Brasil é novamente interrompido – O povo brasileiro ralando para sair da crise e esses bonitões brincando de pira-cola com a nação... assim é ralado!

GILMAR MENDES PEDE VISTA E JULGAMENTO SOBRE LINHA SUCESSÓRIA É NOVAMENTE INTERROMPIDO
O Supremo Tribunal Federal (STF) voltou a julgar nesta quarta-feira, 1, a possibilidade de réus ocuparem a linha sucessória da Presidência da República, mas a discussão da ação ajuizada pelo partido Rede Sustentabilidade foi novamente interrompida depois do pedido de vista do ministro Gilmar Mendes. Esse julgamento já havia sido suspenso em novembro, depois do pedido de vista do ministro Dias Toffoli. Ao ler o voto na sessão desta quarta-feira, Dias Toffoli acompanhou o entendimento do ministro Celso de Mello, no sentido de que réus perante a Suprema Corte ficarão impossibilitados unicamente de exercer a Presidência da República, embora conservem a chefia de suas respectivas Casas. “Entendo que aqueles que figuram como réus no STF podem ocupar cargo integrante da linha sucessória, embora não possam substituir o titular desse cargo. Qual cargo? Presidente da República”, afirmou Toffoli. Durante a sessão, Toffoli destacou que a ação movida pelo partido Rede Sustentabilidade se dá em um contexto marcado pelo discurso ético, ao qual o Poder Judiciário não fica alheio. “No entanto, precisamos manter o equilíbrio na atuação da Corte sem ultrapassar o limite da separação dos Poderes”, ressaltou o ministro. Depois de Toffoli, o ministro Ricardo Lewandowski também votou acompanhando o entendimento de Celso de Mello. O ministro Gilmar Mendes, por sua vez, comunicou que pediu vista (mais tempo para análise) para “tentar algum conforto espiritual” diante da questão. (Estadão)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique a vontade para comentar o que quiser, apenas com coerência e sem ataques pessoais.