Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quinta-feira, 2 de março de 2017

● Será que o TSE vai cassar o Temer? Magnata baiano garante para a justiça eleitoral que a campanha de Dilma e Temer foi na base do caixa 2 - essa nova...

● ODEBRECHT DIZ QUE 4/5 DAS DOAÇÕES PARA CHAPA DILMA/TEMER FORAM POR CAIXA 2 - O empresário Marcelo Bahia Odebrecht disse ao ministro Herman Benjamin, corregedor-geral do Tribunal Superior Eleitoral – que conduz Ação de Investigação Judicial Eleitoral contra a chapa Dilma/Temer – que 4/5 das doações para a campanha foram realizadas via caixa 2. Ao todo, segundo ele, foram repassados R$ 150 milhões. Odebrecht está preso desde junho de 2015 em Curitiba, base da Operação Lava Jato. Ele foi condenado a 19 anos e quatro meses de prisão pelo juiz federal Sérgio Moro, por corrupção ativa, lavagem de dinheiro e associação criminosa. Durante quatro horas, nesta quarta-feira de Cinzas, 1, Odebrecht depôs ao ministro Herman Benjamin. Segundo ele, o dinheiro para a campanha de Dilma saía de uma conta que ele administrava junto às empresas do grupo. Odebrecht detinha forte influência no governo, principalmente depois que o PT chegou ao Palácio do Planalto, em 2003 – ano em que o ex-presidente Lula assumiu seu primeiro mandato. Ele declarou que tinha participação nas campanhas presidenciais e calculou que cerca de 70% dos valores eram destinados via caixa 2. Segundo ele, é impossível que algum político tenha sido eleito sem usar esse tipo de expediente. Sobre repasses para a campanha de Dilma ele insistiu no valor de R$ 150 milhões, dos quais um terço seriam entregues como contrapartida pela aprovação de um projeto apresentado em 2009 referente à MP 470, ou a MP Refis. Odebrecht citou dois ex-ministros do PT, Antônio Palocci e Guido Mantega. Segundo ele, Mantega fez a solicitação (R$ 50 milhões) como contrapartida já na campanha de 2014. Leia mais no Estadão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique a vontade para comentar o que quiser, apenas com coerência e sem ataques pessoais.