Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

● INFORMAÇÃO QUENTE – O Blog do Nelson Vinencci cantou a pedra, não deu outra, confirmado Amazonino e Braga vão para o 2° turno no Amazonas – O pleito está marcado para 27 de agosto.

● O BLOG CANTOU A PEDRA E NÃO DEU OUTRA – AMAZONINO  LARGA NA FRENTE E VAI COM BRAGA PARA O 2° TURNO -  Nove candidatos participaram da eleição suplementar para o governo do Amazonas, o Segundo turno está marcado para 27 de agosto - Na totalidade das urnas, Amazonino fechou o primeiro turno com 39,07% (460.166 votos). Já Braga obteve 22,85 % (269.088 votos) -  Amazonino Mendes, 77 anos, nasceu em Eirunepé. Em 1983, Mendes chegou à Prefeitura de Manaus. Em 1987, um ano após o término do seu mandato de prefeito, foi eleito pela primeira vez governador do Amazonas. Em 1990, ele chegou ao Senado. Três anos após ser eleito senador, o político retornou à Prefeitura. Desta vez, o mandato dele durou dois anos. Isso porque, em 1994, ele deixou o cargo para assumir, pela segunda vez, a função de governador do Amazonas. Ele ficou no cargo até o ano de 2002. Em 2004, tentou candidatura à Prefeitura de Manaus, mas foi derrotado por Serafim Corrêa. Em 2006, amargou outra derrota, desta vez para o governo. Ele foi vencido por Eduardo Braga. Em 2008, Amazonino voltou a se candidatar à Prefeitura, sendo eleito no 2º turno.
Eduardo Braga, que tem 54 anos, teve o primeiro cargo político como vereador. Foi eleito deputado estadual em 1986, sendo líder do governo e relator da Constituição do Amazonas. Em 1991, foi eleito para deputado Federal. Natural de Belém (PA), ele foi escolhido vice-prefeito de Manaus e secretário de Obras em 1992. Dois anos depois, assumiu a Prefeitura. Em 1998 e 2000, perdeu as eleições para o governo do Amazonas e prefeitura de Manaus, respectivamente. Seu primeiro mandato como governador do estado foi em 2002, quando foi eleito em primeiro turno. Ele ficou no cargo por dois mandatos. Em 2010, foi eleito senador e em 2014 perdeu para José Melo a eleição para governo. (Com informações do G1)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique a vontade para comentar o que quiser, apenas com coerência e sem ataques pessoais.